Praticamente Tudo o que você está usando nesse momento foi influenciado por estímulos da Neurovendas.

A Neurovendas faz parte do seu dia a dia. Quer entender de uma vez o que é essa moderna estratégia de vendas?

As pesquisas de Neurociência mostram que 85 a 95% das decisões de compra são emocionais. A decisão de não comprar também é emocional.

Entenda como funciona:

O que torna o TikTok e outras redes sociais tão “irresistível”?

⠀A professora e autora Dra. Julia Albright, da Universidade do Sul da Califórnia, sugere que a rede social nos proporciona uma sensação agradável de alta dopamina, fazendo com que entremos em um estado quase hipnótico.⠀

⠀“Quando você está assistindo os vídeos, as vezes você vê uma foto de algo saboroso ou de uma pessoa que te chama atenção… isso faz com que você receba um ‘golpe’ de dopamina no cérebro, então você apenas continua ali por horas e horas.” ⠀

Música

Música… Música gera emoção e ativa várias estruturas cerebrais, dentre elas pode ser citada o sistema límbico, que é responsável pelas emoções e comportamentos sociais, há também neste processo a liberação do neurotransmissor dopamina responsável pela sensação de prazer.

Medo

Sabe aquela pessoa que estava morrendo de medo naquele dia? A culpa era da amígdala.

⠀A amígdala faz parte do chamado cérebro profundo, no qual primam as emoções básicas, tais como a raiva ou o medo e também o instinto de sobrevivência.

⠀Em forma de amêndoa, é própria de todos os vertebrados e se localiza na profundidade dos lóbulos temporais, fazendo parte do sistema límbico e processando tudo relacionado a nossas reações emocionais.

Supermercado

Quando você entra em um supermercado, provavelmente deseja gastar o mínimo de dinheiro possível. O supermercado quer que você gaste o máximo de dinheiro possível. Deixe a batalha começar.

Ao entrar na loja, seus sentidos são atacados. Frequentemente, você descobrirá que produtos frescos (frutas, vegetais, flores) são a primeira coisa que vê. As cores vibrantes deixam você de bom humor, e quanto mais feliz você está, mais provavelmente gastará.

Seu olfato também é direcionado. Pão acabado de fazer ou frangos assados reforçam a frescura dos produtos e fazem-nos sentir fome. Você pode até comprar um frango “para evitar o incômodo de cozinhar um você mesmo”. Até o seu sentido de audição pode ser atacado. Música com ritmo lento tende a fazer você se mover mais devagar, o que significa que você fica mais tempo na loja.

Preço

Centavos a menos fazem muita diferença. ⠀

Essa técnica é conhecida, porém, continua sendo muito eficiente.⠀

Cobrar, por exemplo R$ 2,99 ao invés de R$ 3,00 tem um grande efeito psicológico no consumidor, uma vez que como o número 2 é menor, o cliente tende a acreditar que está gastando menos, ainda que a diferença seja de apenas 1 centavo. ⠀

⠀Preços terminados em 9 vendem mais.⠀

Para Eric T. Anderson, da Universidade de Chicago, uma explicação possível é que o 9 no final funciona como um aviso de que o produto está em promoção, mesmo que se trate do preço normal. ⠀

⠀Desconto em porcentagem ou dinheiro?⠀

Depende. Em produtos que custam menos de R$ 100, a porcentagem é a melhor forma de anunciar o desconto. Por outro lado, quando o preço é maior que R$ 100, o melhor é usar o valor absoluto. Quando você utiliza essa técnica, de acordo com estudiosos do tema, você aumenta a percepção do cliente de que o desconto que está sendo dado é maior. ⠀

⠀FONTE: UOL Economia ⠀

Séries

Ao conhecer o personagem central da história, somos apresentados ao seu contexto de vida – origem, crenças, traumas, sonhos – e assim absorvemos toda carga emocional que esse personagem traz para história.

Essa proximidade que a narrativa nos traz em relação ao personagem central faz com que nosso organismo libere oxitocina e a ative regiões cerebrais responsáveis por aquilo que conhecemos como empatia.

Conforme a história evolui, o personagem atravessa um incidente que o coloca em uma situação de risco, fazendo com que nosso organismo gere cortisol, conhecido também como o hormônio do estresse, provocando em nosso corpo a sensação de angústia.

O cortisol faz com que o cérebro foque na situação, é por isso que nos sentimos envolvidos e apreensivos com a história.

Fonte: Instituto Brasileiro de Neuromarketing

O que eu quis te mostrar com todos esses exemplos?

Que a Neurovendas está presente na sua vida assim como está na minha em praticamente todos os momentos.

Usar a neurovendas para vender mais, nada mais é do que usar as pesquisas da Neurociência para entender os diferentes estímulos que podem gerar movimento de compra no cérebro do consumidor.

É claro que isso não é uma fórmula exata, afinal estamos falando de pessoas, mas o fato é que as pesquisas da neurociência e o avanço da tecnologia estão mudando a maneira de vender.

Você quer aprender mais sobre esse assunto? Eu gravei um curso chamado Introdução à Neurovendas com um conteúdo riquíssimo sobre isso.

Vou deixar o link aqui nas descrições se tiver interesse em saber mais.

www.introducaoaneurovendas.com.br

Um forte abraço, ótimas vendas e até o TOPO, porque é lá que vamos nos encontrar.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + 20 =

× Como posso te ajudar?